Grupo Ginástico UNESP: Contribuições da Ginástica Para Todos na Formação Profissional de Seus Participantes

Por: L. M. Schiavon e P. R. Afonso.

IX Congresso Internacional de Educação Física e Motricidade Humana XV Simpósio Paulista de Educação Física

Send to Kindle


Resumo

A Ginástica para todos ou Ginástica Geral é uma prática corporal gímnica, sem fins competitivos, de caráter demonstrativo, que combina os fundamentos da ginástica com diferentes formas de expressão corporal. É uma atividade física prazerosa e inclusiva e dentro das possibilidades gímnicas oferece grandes oportunidades de participação das pessoas, criatividade, cooperação e de vivências de valores humanos (Ayoub, 2003). Dentro desta proposta surge, em 2011, o Grupo Ginástico Unesp, sob a orientação e coordenação das professoras Laurita Marconi Schiavon e Silvia Deustch, como um projeto de extensão universitária do Departamento de Educação Física, Instituto de Biociências da Universidade Estadual Paulista/Campus Rio Claro - SP. Seu método de trabalho e de composição coreográfica baseia-se na proposta do Grupo Ginástico Unicamp, referência nesta prática corporal no Brasil, que se constitui em duas partes: uma delas destinada à exploração de todos os recursos que o material pedagógico pode proporcionar e a outra voltada para a interação social de seus participantes. Sendo assim a pesquisa desenvolvida neste estudo teve como objetivo verificar contribuições da participação dos integrantes no Grupo Ginástico Unesp na formação profissional dos mesmos . A abordagem metodológica adotada para esta pesquisa qualitativa foi de caráter descritivo, com dados quantitativos e qualitativos, coletados por meio de questionários. Os participantes da pesquisa foram 32 universitários, de diferentes cursos da Universidade, e membros do Grupo Ginástico Unesp de 2011 a 2013, tendo como critérios de inclusão: 1. mínimo de um ano de participação no Grupo Ginástico Unesp; 2. Mínimo de duas apresentações de coreografias em eventos com o referido Grupo. Os dados quantitativos foram tratados por estatística descritiva e os qualitativos analisados pela técnica de análise de conteúdo proposta por Laville e Dionne (1999). Segundo os resultados obtidos mais 41% dos participantes não tinham qualquer experiência anterior em Ginástica e dentre as práticas mais vivenciadas anteriormente, a dança aparece em primeiro lugar, com 64,5%. O presente estudo constatou por meio do questionário respondido pelos sujeitos que 87% dos participantes acreditam que o presente projeto de extensão universitária contribuiu para sua formação profissional dos mesmos. As análises qualitativas foram agrupadas nas seguintes categorias que emergiram da pesquisa: Trabalho em equipe; Fundamentos da ginástica; Elaboração de coreografias; Valores humanos; Técnicas de movimentos ginásticos; Segurança no ensinamento dos exercícios; Criatividade; Aprofundamento das disciplinas da graduação. Além da importância do reconhecimento dessa prática corporal o estudo se faz necessário e importante para um registro e reconhecimento desse projeto de extensão universitária da Unesp-Rio Claro. 

Endereço: http://www.periodicos.rc.biblioteca.unesp.br/index.php/motriz/article/view/10060/10060

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.