Hábitos e Conhecimento de Hidratação em Lutadores de Jiu-jitsu Brasileiros

Por: Aurélio Diniz, Ciro Brito, Igor Surian de Sousa Brito, e Osvaldo Costa Moreira.

XI Congresso de Educação Física e Ciências do Desporto dos Países de Língua Portuguesa

Send to Kindle


Resumo

Introdução: O estado de hidratação pode ser determinante para o desempenho
de um lutador de jiu-jitsu, podendo ser decisivo no resultado de um combate.
Objetivo: Verificar as práticas e conhecimentos sobre hidratação de um grupo
de lutadores de jiu-jitsu participantes de um campeonato brasileiro. Metodologia:
Foram avaliados 200 atletas (homens) no campeonato brasileiro de jiu-jitsu
realizado pela CBJJ (Confederação Brasileira de Jiu-Jitsu) em maio de 2005. A
idade média foi de 24,71 +/- 3,03 anos, com experiência em competições de
5,82 +/- 2,13 anos. Utilizou-se um questionário padronizado com 18 perguntas
objetivas auto-administrado sobre hidratação já empregado em outros estudos.
Para análise estatística foi utilizada a distribuição percentual obtida em cada
re s p o s t a , d e s c a rt a n d o a s q u e s t õ e s n ã o re s p o n d i d a s Re s u l t a d o s :
Aproximadamente 60% dos atletas se hidratam nos treinamentos e 69,7% nas
competições, havendo maior prevalência de hidratação durante treinamentos
e competições. Um total de 1,5% nunca se hidratam, entretanto 40%
informaram que, "quase nunca" ou "às vezes" se hidratam durante o
treinamento. Os atletas apontaram o consumo de água como a solução de
maior preferência (84%). A maioria dos atletas (61,5%) consome líquido antes
da sensação de sede. Apenas 31% se pesam frequentemente antes e depois
dos treinamentos ou competições. As manifestações fisiológicas relacionadas
com a perda hídrica mais observadas durante um treinamento ou competição
foram: sensação de perda de força (65%), sede muito intensa (36%), e dificuldade
de realização de um movimento técnico facilmente realizado em condições
normais (36%). Aproximadamente 71% apresentam uma idéia correta sobre
freqüência e volume de hidratação. Entretanto 56,5% nunca foram orientados
quanto a melhor maneira de se hidratar. Para orientação, as fontes mais
consultadas foram o preparador físico (18%), o médico (9%) e o nutricionista
(6,5%). Apesar do baixo consumo, 65% dos atletas sabem a função correta de
uma bebida carboidratada. Conclusão: Os lutadores de jiu-jitsu apresentam
um razoável nível de conhecimentos sobre hidratação, que não se reflete em
seus hábitos diários de reposição hídrica.

Endereço: http://citrus.uspnet.usp.br/eef/uploads/arquivo/74_Anais_p395.pdf

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.