Handebol

Por: Projeto Inteligência Esportiva.
Send to Kindle


Resumo

Um esporte de “tradições”
O principal argumento que tenta aproximar a origem da prática do Handebol com outras práticas símiles, que foram realizadas em civilizações remotas, está, principalmente, na dinâmica dos jogos com bola: pessoas jogando e brincando com algum objeto esférico, com o auxílio das mãos. Em muitas civilizações remotas, como as egípcia, grega, romana, chinesa, entre várias outras, diversos jogos e brincadeiras coletivos aconteciam com a utilização de bolas e também com amparo das mãos. Alguns deles foram o jogo grego Urânia e, em Roma, o Hasparton.
Neste período, as práticas físicas eram marcadas, de modo geral, pela falta de regras e pelo alto teor de violência, não sendo raro graves lesões e até a ocorrência de mortes durante as disputas. Inclusive, o número de jogadores muitas vezes variava drasticamente de uma equipe para outra.

Diversos outros jogos de bola praticados com as mãos foram identificados ao longo do século XIX em variados países. O Handbold (Dinamarca), o Hazena (na atual República Tcheca), o Hadzana (na atual Eslováquia), o Gandbol (Ucrânia) o Sallon (Irlanda), o Balon (Uruguai), Raftball e também o Torball (Alemanha) entraram na lista de tradições inventadas na disputa de poder, para estabelecer como “verdadeira” a sua respectiva versão sobre a origem do Handebol. Essas práticas antigas, no entanto, carecem de fontes que comprovem a sua ligação direta com a gênese do Handebol.

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.