Hemoglobinopatia S - Morte Súbita em Atividade Física Intensa

Por: Irênio Ribeiro Netto.

91 páginas. 1994 12/08/1994

Send to Kindle


Resumo

O objetivo do presente estudo foi apresentar descritivamente um caso acontecido há nove anos de morte súbita no esporte, no treinamento físico intenso. O presente trabalho pretendeu mostrar que a tecnologia disponível já permite prever quais indivíduos que estão expostos ao risco de morte súbita. Sendo eles uma minoria, podem perfeitamente ser recusados no exame de admissão àquelas atividades. Para bem cumprir sua finalidade, este estudo consistiu em três partes principais: uma primeira parte expositiva, onde são apresentados estudos de outros autores e os fundamentos da Hemoglobinopatia S. Aí são abordados os mais pertinentes: a) trabalhos sobre morte súbita no esporte e a idéia dominante, que aponta a causa cardíaca como responsável; b) estudos sobre a estrutura das hemoglobinas normais e da hemoglobina S (Hb S); c) os que tratam da hereditariedade da Hb S e de suas implicações; d) aqueles que versam sobre os exames de laboratório para detecção e quantificação da Hb S, mostrando serem simples e de baixo custo, os mais elementares e mais necessários, como o teste de turbidez e o teste de afoiçamento em lâmina; e) aqueles que falam das medidas preventivas usadas nos programas de massa; f) aqueles que relatam os danos causados à saúde dos portadores da hemoglobina S, por exposição a algum fator desencadeante; g) estudos relatando casos de morte súbita, decorrentes de Hemoglobinopatia S heterozigótica (Traço Falcêmico); h) relatos e evidências dos diversos posicionamentos das Forças Armadas americanas e nacionais, bem como do meio desportivo, frente ao problema da Hemoglobinopatia S. Uma segunda parte do presente trabalho se ocupou da descrição principal, a do evento problema, da ocorrência de morte súbita (menos de onze horas após o início dos sintomas) e "inexplicável" de um saudável, forte e jovem soldado, poucos dias depois de ter iniciado um programa de exercícios físicos intensíssimos. A metodologia consistiu principalmente de exposição e análise dos dados constantes dos registros no Prontuário Médico Hospitalar da vítima. São descritos e comentados os exames clínicos e laboratoriais seriados, bem como o laudo da necropsia: Hemoglobinopatia S. A terceira parte compreendeu as conclusões e recomendações. O autor conclui que há necessidade da execução de um teste de pesquisa de Hb S em todos os candidatos a programas de exercício físico intenso; e que todo indivíduo deve saber se é ou não portador de Hb S. Seja heterozigoto ou homozigoto, há um conjunto de recomendações para ele, portador, para o seu treinador físico, para o seu médico e para seus familiares. Recomenda continuar pesquisas de fatores coadjuvantes.

Endereço: http://www.nuteses.temp.ufu.br/tde_busca/processaPesquisa.php?pesqExecutada=2&id=746&listaDetalhes%5B%5D=746&processar=Processar

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.