Hipismo

Por: Projeto Inteligência Esportiva.
Send to Kindle


Resumo

Elegância e harmonia entre homem e cavalo

O Hipismo, como prática esportiva regulamentada, data apenas de 1921, ano de fundação da Federação Equestre Internacional. Este marco é considerado recente se pensado que a maioria dos esportes modernos é decorrente do “boom esportivo” pós Revolução Industrial. É provável que esta origem tardia tenha como motivo o fato do cavalo – até então o principal meio de transporte terrestre – ser substituído em grande escala por veículos motorizados, ficando sua utilização praticamente restrita ao lazer ou à competição. Apesar disto, muito tempo antes, animais já tinham suas capacidades testadas por meio de competições ou atividades utilitárias. Uma das mais lendárias e que para muitos (como os renomados sociólogos Norbert Elias e Eric Dunning) dá origem ao esporte como é conhecido atualmente, é a “caça à raposa”. Esta consistia no conjunto das habilidades do montador e da força dos cavalos para superar os obstáculos do percurso e capturar o pequeno e esperto animal, não que antes não existissem provas competitivas equestres, mas a maioria utilizava o cavalo mensurando velocidade, como no Turfe, por exemplo.

Os primeiros registros sobre competições de Hipismo revelam que apenas militares participavam das provas, com um grande predomínio daqueles oficiais que ocupavam cargos elevados, tendo em vista que o animal era um bem caro, consequentemente, as cavalarias eram tropas de elite nos seus exércitos. O fato possui relações estreitas com a natureza nobre das atividades equestres. Reis e integrantes da corte, principalmente após o Renascimento, utilizavam-se de cavalos extremamente treinados para criar uma imagem de elegância e admiração perante os demais.

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.