Hipo-hidratação e Produção de Força Pelo Músculo Esquelético: Uma Breve Revisão

Por: Bruno Manfredini Baroni, Flavia Meyer, Marco Aurélio Vaz e Rodrigo Rodrigues.

Revista Mackenzie de Educação Física e Esporte - v.13 - n.1 - 2014

Send to Kindle


Resumo

 O objetivo da presente revisão é identificar a influência da hipo-hidratação na produção de força do músculo esquelético e descrever seus prováveis/possíveis mecanismos de ação. Parte dos achados da literatura sugere que a hipo-hidratação tende a apresentar uma redução da produção de força, o que parece estar principalmente associado a fatores de ordem central que prejudicam o recrutamento de unidades motoras. Entretanto, os resultados mostram que esta questão permanece em aberto, bem como seu mecanismo de ação, sobre tudo em função da ausência de controle sobre variáveis intervenientes por parte dos estudos da área. No entanto, apesar da carência de evidências, a manutenção do estado de hidratação por meio da ingestão de líquidos é uma estratégia interessante para evitar possíveis prejuízos da hipo-hidratação sobre o desempenho físico.

Endereço: http://editorarevistas.mackenzie.br/index.php/remef/article/view/4297/4998

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.