História do Futebol Feminino: o Olhar da Imprensa Carioca (1919-1941)

Por: e João Vitor Busquim Braga.

XV Congresso de História do Esporte, Lazer e Educação Física - CHELEF

Send to Kindle


Resumo

Uma das maiores dificuldades para se pesquisar a história do futebol feminino nas primeiras décadas do século XX é conseguir encontrar os seus registros. Entre as poucas investigações que procuraram superar o desafio, destacam-se as de Franzini (2005), Goellner (2005) e Souza Neto, Campos e Silva (2013). Segundos as informações levantadas por Franzini (2005), o Rio de Janeiro contava com dez equipes femininas de futebol em 1940. A ascensão das mulheres na modalidade causou grande debate na imprensa carioca da época. Enquanto alguns noticiavam as partidas com entusiasmo, outros as condenavam. Conforme analisado por Goellner (2005), o exercício físico realizado pelas mulheres era interpretado na época como um modo de prepará-las para a maternidade, ou seja, para gerarem filhos fortes. Essa interpretação, no entanto, não se aplicava ao futebol, apreciado como uma modalidade muito violenta para o corpo feminino e que, por consequência, poderia afetar supostamente a sua capacidade reprodutiva. Em abril de 1941, com a criação do Conselho Nacional de Desportos, ficou estabelecido que “às mulheres não se permitirá a prática de desportos incompatíveis com as condições de sua natureza” (BRASIL, 1941). Apesar da dificuldade de encontrar registros da prática do futebol feminino nas primeiras décadas do século XX, consideramos indispensável resgatar os seus fragmentos históricos, uma vez que tornar visíveis fatos outrora esquecidos consiste em um passo indispensável para o reconhecimento do protagonismo das mulheres na modalidade (GOELLNER, KESSLER, 2018). Partindo de tal pressuposto, a presente pesquisa tem por objetivo analisar como o futebol feminino foi retratado pela imprensa carioca desde os seus primeiros registros até o ano de 1941. O levantamento de fontes foi realizado na Hemeroteca Digital da Biblioteca Nacional. A plataforma, lançada em 2012, conta com recurso tecnológico de Reconhecimento Ótico de Caracteres, o que possibilita localizar termos contidos no conteúdo de documentos e não apenas em indexadores convencionais. Essa tecnologia torna a busca bastante abrangente, pois permite encontrar palavras específicas dentro das mais de 15 milhões de páginas de revistas e jornais do acervo da Hemeroteca Digital. A busca realizada empregou os termos “futebol feminino” e “football feminino” e abrangeu as décadas de 1910 à 1940. Ao todo foram encontrados 263 registros em jornais cariocas datados entre os anos de 1919 e 1941.

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.