História do Processo de Esportivização do Judô na Cidade do Rio de Janeiro

Por: J. R. Pereira Filho e M. Damazio.

V Encontro de História do Esporte, Lazer e Educação Física - CHELEF

Send to Kindle


Resumo

Este estudo teve como objetivo interpretar o processo de organização do Judô na cidade do Rio de Janeiro, num período histórico em que se evidenciaram mudanças expressivas nesta prática no sentido de sua esportivização. Trata-se de uma pesquisa com características descritivas, orientada a partir da história orla como abordagem metodológica. Para a coleta de informações, além das fontes documentais, foram registrados os depoimentos, obtidos através de entrevistas semi-estruturadas, com cinco Kodanshas - professores de Judô com graduação superior ao 5o DAN, filiados a Federação de Judô do Estado do Rio de Janeiro e nascidos entre os anos 1910 e 1930. A análise dos dados foi ' Universidade Gania Filho-Mestrado em Educação Física. Colaboradores Dr. Lamartine P. da Cosia e Dr. Vilor M. de Oliveira. 479 realizada a partir das indicações de Thompson (1992). Os relatos e as evidências identificadas, apontam para um início do, processo de organização do Judô na década de 40. Apenas na década de 50 esta prática passa assumir características da institucionalização esportiva, com adoção de regulamentos, organização de campeonatos e com sua grande difusão em academias, clubes e outros estabelecimentos Constatou-se que a década de 50 foi um grande marco para o processo de esportivização do Judô abordado por este estudo de acordo com a perspectiva de Ellias (1992), acerca do processo de gênese do esporte na sociedade moderna

Ver Arquivo (PDF)

Tags: ,

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.