História e Poder - o Caso da Implantação da Secretaria Municipal de Esportes e Recreação do Município de Ponta Grossa/PR

Por: Carlos Mauricio Zaremba.

XV Congresso de História do Esporte, Lazer e Educação Física - CHELEF

Send to Kindle


Resumo

A história do esporte amador no Paraná, tem um balizador no momento em que foi criada a Secretaria Especial do Esporte e a Fundação de Esportes do Paraná no ano de 1987, durante o governo do Sr. Álvaro Fernandes Dias. Partindo assim para um novo modelo de gestão esportiva, mais complexo burocraticamente e com objetivos de democratizar as ações esportivas. Portanto, o Estado do Paraná através de sua esfera política começa a ter outros entendimentos em relação ao esporte, “[...] O esporte passou a ser entendido como uma prioridade social, econômico, político e cultural, mostrando-se a necessidade de reorganizar e deixar mais eficiente a legislação” (RIBAS, 2007, p. 28). A estrutura esportiva do Paraná, antes regida pelos clubes e associações, passa a ser estabelecida e comanda pelo governo. (MEZZADRI, 2000, p. 74). Esta nova proposta, intitulada Política Estadual do Esporte, estabelece uma reordenação administrativa nos segmentos esportivos do Estado como as federações, clubes e principalmente os municípios. Portanto, o objetivo deste trabalho é o de perceber através do resgate histórico se a nova configuração de relações, no sentido proposto por Norbert Elias, que foi estabelecida após a alteração político- administrativa no esporte estadual, influenciou ou não na implantação da Secretaria Municipal de Esportes e Recreação (SMER), na cidade de Ponta Grossa, no Estado do Paraná em 1989. Para tanto, foi utilizado como referencial o modelo teórico de Norbert Elias, especificamente quando o trata das situações em que envolve as relações de poder entre dois grupos. Configurando assim, a dominação de um grupo sobre o outro, sendo para isso necessário a abordagem das categorias de análise como poder, coesão de grupos, configuração e teias de interdependência. Portanto, para se compreender as ações motivadoras para a implantação da SMER em Ponta Grossa, foi necessária a discussão das relações existentes, naquele quadro histórico, entre os componentes do quadro da Secretaria de Estado e dos responsáveis pela gestão esportiva municipal e destes com a estrutura da configuração. Pois, “[...] só podemos compreender muitos aspectos do comportamento ou das ações das pessoas individuais se começarmos pelo estudo do tipo de sua interdependência, da estrutura das suas sociedades, em resumo, das configurações que formam uns com os outros” (ELIAS, 2005, p. 78). Dentre as conclusões deste trabalho, destaca-se de que o município de Ponta Grossa, assim como tantos outros no Paraná, criaram suas Secretarias em decorrência de uma necessidade de deixarem a posição de outsiders. Pois, se não entrassem para o grupo que estava com maior potencial de poder, ficariam em situação de segundo plano diante das decisões governamentais.

Referências

ELIAS, Norbert..(2005) Introdução à Sociologia. Lisboa: editora 70.
MEZZADRI, F. M. A estrutura esportiva no estado do Paraná: da formação dos clubes às atuais políticas governamentais. Tese de Doutorado apresentada a Faculdade de Educação Física da Universidade Estadual de Campinas. Campinas, SP, [s.n.], 2000.
RIBAS, Jacqueline. A. Os Jogos Abertos do Paraná na Contextualização do Esporte Paranaense entre 1987 e 2005. 2007, 220 f. Dissertação (Mestrado em Educação Física) Faculdade de Educação Física, Universidade Federal do Paraná, Curutiba, 2007.

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.