Homoafetividade nas Aulas de Educação Física e Agora?

Por: João Marcos Aquino.

Motrivivência - v.20 - n.30 - 2008

Send to Kindle


Resumo

Este artigo tem como objetivo verificar a atuação do professor de Educação Física diante da questão da homoafetividade em suas aulas. Para alcançar os objetivos, este estudo apropriou-se da pesquisa de campo de caráter qualitativo e contou com a participação de cinco sujeitos homoafetivos (18 a 26 anos), cinco sujeitos heteroafetivos e cinco professores de Educação Física de ambos os sexos, que foram submetidos a uma entrevista semi-estruturada com perguntas formuladas sob três pontos fundamentais: participação nas aulas de educação física, atitudes preconceituosas e postura profissional. Feita a coleta de dados as entrevistas foram transcritas para posterior análise mediante o procedimento da Análise de Discurso. Deste estudo observamos que a atuação dos professores de Educação Física frente as questões da homoafetividade ainda não é presente nas aulas, a não ser quando surge uma situação de conflito entre os alunos, mas não é tratado como conteúdo ou presente neles. Este assunto aparece nas aulas de Educação Física por situações provocadas pelo corpo discente.

Endereço: http://www.periodicos.ufsc.br/index.php/motrivivencia/article/view/11405/11511

Tags: Nenhuma cadastrada :(

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.