Hora de Brincar

Por: Paula Santana Guimarães e Solange Demenighi.

Caderno de Educação Física e Esporte - v.5 - n.9 - 2003

Send to Kindle


Resumo

Segundo NODA (1984), “o ritmo está presente em tudo o que existe na vida, é o impulso, a força que a caracteriza através do movimento, ele se manifesta na natureza, na vida humana, animal e vegetal”(p. 04). Percebemos através dessa citação, que o ritmo é uma qualidade coordenativa presente na nossa vida, na vida que nos rodeia e em todas as nossas ações. Para realizar qualquer atividade motora é necessário o desenvolvimento da orientação temporal que segundo ROSAMILHA (1979), só é vivida a partir da marcação rítmica e isso conseguimos através do desenvolvimento da capacidade de ritmização, que é adquirida por vivências com atividades rítmicas. Essas vivências propiciadas aos educandos desde sua primeira infância, quando formam-se os reflexos sensoriais e motores, possuem aspectos formativos e corretivos que beneficiam seus praticantes de forma integral. Tais atividades tem a função de ordenar, organizar, disciplinar seus movimentos espontâneos. Além disso, acrescem ainda as vantagens resultantes do movimento em si, como postura, equilíbrio, domínio de espaço, flexibilidade, coordenação, resistência, sociabilidade e conhecimento de suas possibilidades. Uma boa educação do sentido rítmico para a criança, é um fator de formação e de equilíbrio do sistema nervoso, pois põe em vibração todo o sistema nervoso: o aparato sensorial conduz ao cérebro o estímulo inicial que elabora “o dado” e o faz consciente gravando na memória e transmitindo aos músculos a ordem pelo qual o movimento se realizará no espaço. Em efeito, o menor movimento adaptado a um ritmo é o resultado de um conjunto completo de atividades coordenadas, é por isso que a educação do sentido rítmico deve ocupar um lugar na educação dos pequenos. Devido ao contexto citado acima, nos propomos a desenvolver um projeto de atividades rítmicas na Creche Municipal “O Pequeno Líder”, com a finalidade de propiciar atividades lúdicas e recreativas para crianças dos dois aos cinco anos de idade, fazendo com que adquiram um melhor desenvolvimento da sua capacidade de ritmização, consequentemente uma melhoria na sua movimentação, bem como, desenvolvendo sua imaginação, seu senso crítico e criativo, auxiliando também na sua socialização.

Endereço: http://e-revista.unioeste.br/index.php/cadernoedfisica/issue/view/247

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.