Horário do Dia, Luminosidade Ambiental e Exercício Físico Sobre Parâmetros Inflamatórios e de Performance em Ratos Nadadores

Por: Claudio Alexandre Gobatto, Lucas Dantas Maia Forte e Wladimir Rafael Beck.

Revista da Educação Física - UEM - v.26 - n.1 - 2015

Send to Kindle


Resumo

O modelo animal é utilizado em inferências de muitos mecanismos fisiológicos ao modelo humano, entretanto, muitas investigações tem negligenciado o completo controle ambiental e cronobiológico. No presente estudo mostramos que a falta do controle dessas interferências influencia respostas inflamatórias. Nosso estudo identificou que a iluminação padrão foi mais adequada que uma iluminação experimental testada no presente estudo. Além disso, o período de vigília (noturno para o rato) apresentou resultados significativamente melhores quando comparado ao período claro para parâmetros inflamatórios e de exercício físico. Diante dos resultados, postulamos que o exercício deve ser individualmente prescrito, a luminosidade ambiental deve ser estritamente controlada e o horário da aplicação das rotinas experimentais deve ser cuidadosamente selecionado em experimentos que envolvam o modelo animal, variáveis inflamatórias e exercício físico para que não sejam produzidas informações equivocadas. 

Endereço: http://periodicos.uem.br/ojs/index.php/RevEducFis/article/view/23186

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.