Identificação do Clima Motivacional em Escolas Públicas e Particulares na Aprendizagem Esportiva no Futebol de Campo: Um Estudo Piloto

Por: e Vinicius Barroso Hirota.

XI Congresso de Educação Física e Ciências do Desporto dos Países de Língua Portuguesa

Send to Kindle


Resumo

O presente estudo tem como objetivo traduzir, adaptar e dar início ao processo
de validação de uma escala de motivação, a TEOSQ - Task and Ego Orientation
in Sport Questionnaire (Questionário do Esporte de Orientação para Tarefa
ou Ego) - proposta por DUDA e NICHOLLS (1992), a fim de identificar aspectos
motivacionais identificando se o indivíduo é Orientado para a Tarefa ou
Orientado para o Ego frente à aprendizagem esportiva do futebol. Realizado
no Município de São Bernardo do Campo, em conjunto com o Departamento
de Esportes, o Estudo Piloto contou com a colaboração de 255 sujeitos, sendo
que 170 eram de escolas de futebol mantidas pela Prefeitura Municipal de São
Bernardo do Campo e 85 eram de escolas particulares de futebol. Todos os
sujeitos eram do sexo masculino e tinham idade entre 10 e 17 anos e praticantes
do futebol de campo. Para obtenção dos resultados contamos inicialmente
com a aplicação de um questionário Sócio - Econômico (Fonte: RESEARCH
INTERNATIONAL, 2002). Na seqüência partir daí foram coletados os dados por
meio da aplicação da escala TEOSQ. Utilizou - se como tratamento estatístico
o cálculo do Coeficiente Alfa de Cronbach e do "r" de Pearson (p>0.01),
contando com o auxilio do programa SPSS - DATA EDITOR (versão 13.0
for Windows). Os resultados obtidos do questionário Sócio-econômico nos
revelou que os alunos das escolas da Prefeitura apresentam - se classificados
em sua grande maioria nas classes do nível "C" e "D", e nas escolas particulares
de futebol os sujeitos obtiveram os níveis "A" e "B". Os resultados obtidos
com o cálculo do Coeficiente Alfa de Cronbach para as questões de Orientação
para Tarefa nas escolas da Prefeitura foi de 0.81, enquanto nas escolas
particulares este valor se apresentou um pouco mais elevado, atingindo 0.86.
Para as questões relacionadas a Orientação para o Ego os resultados obtidos
foram de 0.83 e 0.70 nas escolas particulares de futebol e nas escolas da
Prefeitura, respectivamente. Os valores obtidos com o calculo do "r" de Pearson
mostraram-se todos significantes em relação p>0.01, tanto para as questões
relacionadas para Orientação para Tarefa quanto para Orientação para Ego.
Podemos inferir que a escala proposta para identificar o clima motivacional e a
confrontação dos nossos resultados com a literatura existente sobre o tema,
sugere eficiência em sua adaptação, tradução e início do processo de validação,
para a realidade da população brasileira.

Endereço: http://citrus.uspnet.usp.br/eef/uploads/arquivo/75_Anais_p403.pdf

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.