Idosos Asilados Eas Modificações na Flexibilidade com a Prática Sistemática de Um Programa de Exercícios Físicos

Por: e .

VII Congresso de Educação Física e Ciências do Desporto dos Países de Língua Portuguesa

Send to Kindle


Resumo

O número crescente de idosos asilados e sedentários nas instituições filantrópicas foio motivodeste estudo. O objetivofoide verificara flexibilidade em idosos asilados em dois grupos acima de 60 anos, no início (pré-teste) e após (pós-teste) um programa sistemático de exercícios físicos. Os idosos da amostra residem no asilo SEOVE (Sociedade Espirita Obreiros da Vida Eterna). A amostra foi dividida em dois grupos, um experimental (n = 15) e um controle (n = 12). Para a medida de flexibilidade utilizou-se o Flexômetro de Leighton sendo mensurado a flexibilidade de flexão, extensão e abdução do ombro e flexão do quadril, utilizando o protocolo proposto por Leighton (1987). O grupo experimental foi submetido a um programa de exercícios físicos, com três sessões semanais de 60 min, durante cinco meses, onde trabalhou-se principalmente a aptidão física - flexibilidade, força, resistência e equilíbrio. Notérmino deste período aplicou-se o pós-teste para ambos os grupos. Para análise estatística utilizou-se a Análise da Função Discriminante. resultando num Lambda de Wilks’ de 0,36 e o p < 0.04, sendo estatisticamente significativo. Os dados apresentaram a discriminação entre os grupos, mostrando que no finaldo programa de exercícios físicos o grupo experimental encontrou-se com melhor flexibilidade do que o grupo controle. Concluindo que o programa de exercícios físicos sistemáticos aplicado no asilo com relação a aptidão física discriminou o grupo experimental do grupo controle, sendo que a flexibilidade de flexão de ombro foi a que mais contribuiu, beneficiando os idosos na realização de pequenas tarefas diárias.

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.