Impacto de 12 Semanas de Prática de Pilates Solo na Força de Preensão Manual, Resistência Abdominal e na Flexibilidade Avaliada Por Fotogrametria em Mulheres Saudáveis

Por: Jean Carlos Loura Santos, Karine Jacon Sarro e Luiz Vancini.

Pensar a Prática - v.20 - n.2 - 2017

Send to Kindle


Resumo

Este estudo avaliou o efeito do Pilates solo na força e flexibilidade de mulheres saudáveis. O grupo controle (GC; n=11) manteve a prática de atividade física habitual; o grupo Pilates (GP; n=11) praticou Pilates solo (60 minutos, duas vezes semanais) por 12 semanas. Foram avaliadas: a flexibilidade por fotogrametria, a força de preensão manual pelo dinamômetro e a resistência abdominal pelo número de repetições do exercício abdominal realizado em um minuto. No GP houve aumento significativo da resistência abdominal (12,5%) e na força de preensão esquerda (33%); no GC houve aumento da força de preensão direita (38,5%). Não foram observadas diferenças na flexibilidade. Doze semanas de Pilates solo foram suficientes para melhorar a aptidão muscular de mulheres saudáveis.

Endereço: https://www.revistas.ufg.br/fef/article/view/40616

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.