Impacto de Marcadores Inflamatórios e Nível da Prática de Atividade Física nos Custos com o Tratamento Ambulatorial de Pacientes da Atenção Básica

Por: Ana Paula Rodrigues Rocha.

75 páginas. 2017 21/08/2017

Send to Kindle


Resumo

As doenças crônicas geram impacto substancial nos custos públicos de saúde. A prática de exercício físico tem potencial de redução de concentrações circulantes de diversos biomarcadores inflamatórios, entretanto, não foram encontrados informações sobre o impacto de marcadores inflamatórios nos custos com saúde. Objetivo: Verificar se existe associação entre as concentrações de citocinas pró-inflamatórias e custo com saúde. Metodologia: Estudo transversal, conduzido em Presidente Prudente – SP. A amostra foi composta por homens e mulheres com idade maior que 50 anos, atendidos por Unidades Básicas de Saúde. Os participantes foram submetidos a avaliações que incluem as seguintes variáveis: i) pratica de atividade física habitual, ii) marcadores de inflamação, iii) perfil glicêmico e lipídico, iv) custos com o tratamento ambulatorial, v) excesso de peso e obesidade, vi) pressão arterial, vii) histórico de doença pessoal e familiar, viii) hábito de tabagismo e consumo alcoólico. A estatística descritiva foi composta por valores de média, desvio padrão, mediana, intervalo interquartil. O teste de Mann Whitney estabeleceu comparações entre os grupos formados, e as comparações significativas foram reanalisadas pela análise de covariância (ANCOVA). A significância estatística foi pré-fixada em valores inferiores a 5%, o software utilizado foi o BioEstat. Resultados: Nas comparações entre obesos e não obesos, foi possível identificar significância com valores superiores em obesos de concentrações de insulina (p-valor=0,039), do índice HOMA-IR (p-valor=0,016) e de leptina (p-valor=0,001), mesmo após ajuste.

Endereço: https://repositorio.unesp.br/handle/11449/152000

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.