Impacto do Modelo de Educação Desportiva e do Modelo de Instrução Direta na Aprendizagem das Habilidades Técnicas do Atletismo

Por: Cláudio Farias, Isabel Mesquita, José Pereira, Ramiro Rolim e Rui Araújo.

XVI Congresso de Ciências do Desporto e Educação Física dos Países de Língua Portuguesa

Send to Kindle


Resumo

O presente estudo teve como objetivo analisar e comparar o impacto do Modelo de Educação Desportiva e do Modelo de Instrução Direta na aprendizagem de habilidades técnico-motoras do Atletismo, considerando o género e o nível de desempenho motor dos alunos. Participaram deste estudo 47 alunos (25 rapazes e 22 raparigas do 6.º ano), distribuídos por duas turmas. Uma turma participou de uma unidade do Modelo de Educação Desportiva e a outra de uma unidade do Modelo de Instrução Direta, ambas com 20 aulas dedicadas ao ensino do lançamento do peso, triplo salto e corrida com barreiras. A avaliação da aprendizagem das habilidades técnico-motoras foi obtida através de testes motores. Na análise dos ganhos na aprendizagem, foram aplicados os testes de Mann-Whitney e de Wilcoxon. Verificaram-se melhorias significativas ao nível da aprendizagem das habilidades técnico-motoras, tanto no Modelo de Educação Desportiva como no Modelo de Instrução Direta. Não obstante, enquanto no Modelo de Educação Desportiva todos os alunos, independentemente do gênero e nível de desempenho, evoluíram significativamente em todos os eventos, no Modelo de Instrução Direta as evidências de melhorias significativas limitaram-se aos rapazes e alunos com nível de desempenho mais elevado.

Endereço: http://www.fade.up.pt/rpcd/entradaPT.html

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.