Impacto dos ExercÍcios, da NutriÇÃo e dos HormÔnios na SaÚde dos Ossos

Por: Tênisson Fernando de Souza Fabri e Thais de Lima Zeque Santos.

Revista de Educação Física - Centro de Capacitação Física do Exército - n.133 - 2006

Send to Kindle


Resumo

O estilo de vida sedentário, bem como uma alimentação pobre em cálcio, são importantes determinantes da probabilidade de desenvolver a osteoporose, doença caracterizada pela perda da densidade óssea normal, com aumento da fragilidade estrutural e da propensão às fraturas. A densidade mineral óssea permite identificar, através da densitometria óssea, a resistência do osso à fratura, sendo útil para um acompanhamento da evolução e para o tratamento da osteoporose. Indivíduos com osteoporose exigem um exame físico preciso, baseado em uma anamnese completa. Os exercícios, a nutrição e os hormônios contribuem para uma melhoria do quadro osteoporótico, sendo recomendados nos programas de prevenção e tratamento. Fato que contempla a inclusão definitiva de médicos, nutricionistas e professores de Educação Física no contexto terapêutico da área de saúde, gerando a necessidade de um conhecimento fisiopatológico mais aprofundado sobre a saúde dos ossos. O presente estudo se propõe a fazer uma revisão da literatura com o objetivo de identificar a relação entre exercícios, nutrição e hormônios na saúde dos ossos, observando dois aspectos: a necessidade de uma orientação clínica adequada para a prática de esportes por pessoas osteoporóticas e a ansiedade gerada pela ausência dessa orientação. Palavras-chave: Exercícios, Nutrição, Hormônios, Saúde dos Ossos, Densidade Mineral Óssea (DMO).

Endereço: http://www.revistadeeducacaofisica.com.br/artigos/2006.1/impactodosexercicios.pdf

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.