Impacto de Fatores Ambientais Sobre a Velocidade dos Eventos Maturacionais em Escolares do Sexo Feminino do Município de Cambé, Paraná, Brasil

Por: Antonio Carlos Simões, , Enio Ricardo Vaz Ronque, Helio Serassuelo Junior, Sérgio Alencar Parra e Sergio Miguel Zucas.

Revista Brasileira de Cineantropometria & Desempenho Humano - v.8 - n.1 - 2006

Send to Kindle


Resumo

O propósito deste estudo foi analisar o impacto de alguns indicadores socioeconômicos e culturais sobre a velocidade dos eventos maturacionais. Fizeram parte da amostra 163 escolares (11-12 anos), do sexo feminino, do município de Cambe, Paraná, Brasil. A caracterização cultural e socioeconômica foi realizada por meio de inventários sociais, ao passo que a análise maturacional seguiu os critérios propostos por Tanner (1962) e adaptados por Bonjardim e Hegg (1988). Os achados demonstraram que os grupos economicamente superiores (A e B) tiveram uma menor velocidade no processo maturacional (P < 0,05). Estes resultados, apesar de não serem uma tendência geral, sugerem uma clara interferência do meio ambiente e podem estar associados a diversos fatores, dentre os quais se destaca a necessidade da jovem ocupar uma posição dentro da família ou, ainda, a própria hereditariedade.

Endereço: https://periodicos.ufsc.br/index.php/rbcdh/article/view/3763

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.