Impacto de Um Programa de Intervenção Para Mudança do Estilo de Vida Sobre Indicadores de Aptidão Física, Obesidade e Ingestão Alimentar de Indivíduos Adultos

Por: Christianne de Faria Coelho.

Revista Brasileira de Atividade Física & Saúde - v.15 - n.1 - 2010

Send to Kindle


Resumo

A mudança do estilo de vida (MEV) incluindo exercícios ísicos e reeducação alimentar faz parte das condutas recomendadas para a atenção primária às oenças crônicas não transmissíveis. Entretanto, embora amplamente recomendada, resultados de studos a longo prazo são escassos. O presente estudo investigou o efeito de dois nos de MEV sobre variáveis antropométricas, de aptidão física e dietéticas de adultos de ambos os êneros. No período de 2001- 2004, 104 indivíduos (77 mulheres e 27 homens; 54,04±7,7 nos) preencheram os critérios de inclusão comparecendo a sessões de exercícios físicos upervisionados, a reuniões nutricionais e avaliações a cada seis meses por dois anos. Após riagem médica inicial, para exclusão de doenças incapacitantes à atividade motora, foram avaliados o onsumo alimentar, antropometria e aptidão física. As diferenças entre gêneros, faixa tária (< e ≥60 anos) e seis momentos de avaliação foram determinadas estatisticamente para =0,05. Após seis meses de MEV houve redução signifi cativa do peso, índice de massa corporal e, marcadamente, aumento da aptidão física sem variações na ingestão alimentar. Os aumentos a fl exibilidade e força de preensão manual continuaram crescentes até dois anos de MEV, em aiores proporções nas mulheres. Assim, o presente modelo de MEV, de longa duração, ostrou-se efi ciente na promoção da aptidão física e reclassifi cação da adiposidade mesmo em grandes mudanças na ingestão alimentar.

Endereço: http://www.sbafs.org.br/_artigos/290.pdf

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.