Implicações Termorregulatórias dos Receptores At2 Centrais Durante o Exercício Físico em Ratos

Por: Alan Santos Pimentel.

50 páginas. 2014 07/03/2014

Send to Kindle


Resumo

Objetivo: avaliar o efeito do bloqueio central do receptor AT2 para angiotensina II nas respostas termorregulatórias em ratos durante o exercício físico. Material e métodos: foram utilizados ratos Wistar, não treinados, pesando entre 240-350 g. Os animais portavam cânula no ventrículo cerebral lateral direito para administração de 2 μL de PD (10 μg, n = 7) ou de 0,15 M NaCl (SAL, n = 7). A temperatura corporal interna (Tc), determinada por telemetria através de sensor de temperatura implantado na cavidade intraperitoneal do rato, e a temperatura da cauda (Tcauda) foram medidas durante o repouso e enquanto os animais realizavam exercício submáximo a uma velocidade de 18 m/min, 5 % de inclinação, até a fadiga. A partir dos dados obtidos foram determinados: a taxa de aquecimento corporal (BHR), a taxa de calor acumulado (HSR), o limiar térmico de vasodilatação da cauda (TTcV), o tempo total de exercício (TTE) e o trabalho (W). Resultados: Durante o repouso, a Tc dos animais de ambos os grupos permaneceu estável e diferenças não foram encontradas entre os tratamentos. Observou-se que a administração icv de PD promoveu aumento de 17 % no TTE (18 ± 1,8 min, PD vs. 15 ± 2,1 min, SAL, p < 0,01) e de 20 % no W quando comparado com os controles (4,62 ± 0,34 kgm, PD vs. 3,74 ± 0,4 kgm, SAL, p < 0,01). Apesar dos ratos injetados com PD apresentarem aumento semelhante da Tc durante o exercício físico, no ponto de fadiga verificou-se maior variação da Tc (2,37 ± 0,24 °C, PD; 1,73 ± 0,21 °C, SAL, p< 0,05). Entretanto, durante o exercício físico, diferenças não foram encontradas entre a BHR (0,14 ± 0,01 °C.min-1, PD vs. 0,13 ± 0,02 °C.min-1, SAL), a HSR (33,75 ± 1,37 cal. min-1, PD vs. 30,9 ± 2,82 cal. min-1, SAL) e o TTcV (37,75 ± 0,12 °C, PD vs. 37,61 ± 0,15 °C, SAL) entre os grupos. Adicionalmente, a partir do 13° minuto até a fadiga, a variação da Tcauda foi maior nos animais PD (4,87± 0,44 °C, PD; 3,10 ± 0,57 °C, SAL, p<0,05), que se mostrou intimamente relacionado com o TTE aumentado (r= 0,871, p <0,01). Conclusões: Os dados mostram que o bloqueio do receptor AT2 melhora o balanço térmico durante o exercício físico devido a maior habilidade de dissipar calor, consequentemente contribuindo para aprimoramento do desempenho físico.

Endereço: https://repositorio.ufjf.br/jspui/handle/ufjf/5306

Ver Arquivo (PDF)

Tags: Nenhuma cadastrada :(

Comentários


:-)





© 1996-2018 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.