Importância da Hidroterapia no Equilíbrio e Coordenação de Crianças Portadoras de Síndrome de Down

Por: A. K. F. Pereira, A. R. A. Rodrigues e H. F. Maia.

VII Congresso de Educação Física e Ciências do Desporto dos Países de Língua Portuguesa

Send to Kindle


Resumo

A Síndrome de Down determina alterações anátomo-fisiológicas, posturais, de habilidades motoras e de coordenação dos movimentos, de maneira que se faz necessário um trabalho específico para tais atividades, onde se possa exploraro potencial motor da criança, preparando-aassim para umaatividade motora subsequente mais complexa, o que fará com que a mesma tenha melhores condições de interagir com o meio e a sociedade. O presente trabalho caracteriza-se por ser descritivo, tipo estudo de caso, onde foi desenvolvido um programa de tratamento em grupo, utilizando o recurso hidroterapia em piscina, comoitocrianças portadoras da síndrome de Down, na faixa etária de seis a dez anos, de ambos os sexos. As crianças foram avaliadas utilizando-se o Protocolo de Avaliação de Habilidades Motoras adaptado do Lefevre e Sullivan, onde observou-seo grau de comprometimento do equilíbrio estático, dinâmico e da coordenação geral. Os resultados demonstraram que as crianças apresentaram uma melhora no equilíbrio estático e dinâmico, bem como na coordenação geral, independente do sexo e da idade. Além disso observou-se que a sociabilidade das crianças determinou um melhor convívio social, e interação entre o grupo. Desta forma, concluímos que trabalhos específicos de Hidroterapia para crianças portadoras desta síndromesão de grande significância para a facilitação das aquisições motoras comprometidas, bem como para a sua socialização.

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.