Imprensa e Representação da Seleção Brasileira nas Copas de 1950 e 2014: Apontamentos Sobre a Tese de Doutoramento Maracanazo e Mineiratzen

Por: Francisco ângelo Brinati.

XXXIX Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação - Intercom

Send to Kindle


Resumo

O esporte é meio de expressão das construções acerca da identidade nacional. No Brasil, a Seleção de futebol funcionou historicamente como instrumento unificador de nação. Ao representar os atletas e equipe, os meios de comunicação acabam por construir imagens que influenciam nos sentidos de pertencimento em relação ao objeto retratado. O trabalho apresenta os resultados da tese de doutoramento em Comunicação Social pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro “Maracanazo e Mineiratzen: Imprensa e Representação da Seleção Brasileira nas Copas do Mundo de 1950 e 2014” defendida em dezembro de 2015. Busca-se entender como foram construídas as representações da equipe e quais amostras que podem identificar a relação de aproximação ou afastamento com os torcedores nas competições que marcaram as duas principais derrotas da Seleção em cem anos de história. 

Endereço: http://portalintercom.org.br/anais/nacional2016/

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2017 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.