Inatividade Física no Deslocamento Para a Escola e Fatores Associados em Adolescentes de Uma Cidade do Sul do Brasil

Por: André de Araújo Pinto, , Diego Augusto Santos Silva, érico Pereira Gomes Felden e .

Revista Brasileira de Educação Física e Esporte - v.34 - n.1 - 2020

Send to Kindle


.Resumo

O objetivo deste estudo foi estimar a prevalência de inatividade física no deslocamento para a escola e identificar os fatores associados em adolescentes de uma cidade do Sul do Brasil. Estudo epidemiológico, conduzido em 1.029 adolescentes de 15 a 19 anos, de escolas públicas estaduais da cidade de São José-SC. Um questionário foi aplicado com intuito de obter as informações referentes à variável dependente, deslocamento passivo para a escola (carro/moto, ônibus) e as variáveis independentes, sendo as características sociodemográficas (sexo, faixa etária e renda familiar mensal), atividade física e tempo gasto no deslocamento. A massa corporal e a estatura foram mensuradas para a determinação do status do peso por meio do IMC. Empregou-se a regressão logística binária, estimando-se a razão de Odss (RO) para identificar a associação entre a variável dependente e as demais variáveis. A prevalência

Endereço: http://www.revistas.usp.br/rbefe/article/view/170703

Comentários


:-)





© 1996-2021 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.