Incidência de Desempenho Neuromuscular e Perfil Antropométrico no Momento do Teste do K1-1000 Metros

Por: Cristian Ovidio Echandi, Julián Algañarás e Matías Scavo.

Lecturas en Educación Física y Deportes - v.24 - n.251 - 2019

Send to Kindle


Resumo

O objetivo principal do estudo foi determinar quais parâmetros antropométricos e neuromusculares estavam relacionados ao desempenho no teste do K1-1000. Para isso, uma investigação conduzida descritivo-correlacional, onde seis canoístas da seleção de Argentina, júnior, realizaram vários testes de performance neuromuscular em exercícios com pesos ao mesmo tempo, a avaliação antropométrica foram submetidos. A possível relação com os resultados nestes testes foi buscada com os tempos atingidos em competição no modo K1-1000 metros registrados durante o último campeonato argentino de velocidade. As determinações da produção de potência foram obtidas por meio de um transdutor de movimento linear e as medidas antropométricas foram feitas de acordo com o protocolo da Sociedade Internacional de Cineantropometria. Houve associações entre o desempenho hídrico e: a) a potência máxima média nos exercícios supino reto e bancário (RB); b) a força máxima média e o valor de 1RM obtido em RB; c) as repetições máximas alcançadas em dominadas por 1 minuto (DD); d) o Índice Córmico; e) o perímetro corrigido do braço e da coxa.

Endereço: https://www.efdeportes.com/index.php/EFDeportes/article/view/975

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.