Incidência de Gols Resultantes de Contra-ataques de Equipes de Futsal

Por: Augusto A. Teixeira, Carlos E. o Silva, , Luis R. R. Scramin e Rogério V. Marchi.

Conexões - v.8 - n.3 - 2010

Send to Kindle


Resumo

O objetivo deste estudo foi analisar a incidência de gols resultantes de contra-ataques em jogos de futsal de alto rendimento e observar como eles foram realizados de acordo com a sua origem e progressão até a finalização. Foi observada uma amostra de 20 jogos da Liga Nacional de Futsal de 2009, gravados em fita VHS, utilizando a observação indireta extensiva mediante formulário. Para análise dos resultados usou-se o método descritivo percentual, percebendo-se que os contra-ataques têm considerável participação nos gols marcados pelas equipes, uma vez que de um total de 88 jogos, 30 tiveram origem nas ações de contra-ataque. Porém , como se trata de uma das ações mais presentes no futsal, o número de contra-ataques não convertidos em gols é bastante maior que os convertidos visto que , a partir da coleta de dados , a conversão em gols foi de apenas 10,5% e os 89,5% restantes não resultaram em gols após a finalização da jogada, já que das 285 jogadas de contra-ataques presentes nos 20 jogos, 255 não foram convertidas em gol. A partir deste estudo percebeu-se que o contra-ataque é uma ferramenta técnico/tática no futsal sendo fator de relevância na determinação dos resultados, porém ainda deve ser melhor trabalhada para ter a sua eficiência aprimorada. Assim resultará em maior número de finalizações convertidas em gol, tornando-as eficientes em todos os aspectos e evidenciando-as como diferencial para as equipes que saibam aproveitá-la

Endereço: http://fefnet178.fef.unicamp.br/ojs/index.php/fef/article/view/513

Tags:

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.