Incidência de Lesão Musculoesquelética em Jogadores de Futebol

Por: ângelo Pontes Scotta, Bárbara de Mattos Pimente, Pedro Sávio Macedo de Almeida, Sedenir Batista Júnior e Yasmin Rodrigues Sampaio.

Revista Brasileira de Medicina do Esporte - v.19 - n.2 - 2013

Send to Kindle


Resumo

INTRODUÇÃO: Sendo o futebol um esporte de grande popularidade em todo o mundo e principalmente no Brasil, vários estudos procuram formar um perfil das lesões e dos jogadores mais propensos a elas; porém, este tipo de estudo é raro na região norte do País. 
OBJETIVO: Analisar a incidência de lesões musculoesqueléticas nos jogadores de futebol profissional do Clube do Remo, Belém, PA. 
MÉTODOS: Foram analisados 27 jogadores de futebol profissional do Clube do Remo, durante o Campeonato Paraense de futebol de 2010. Os dados foram coletados através da verificação dos prontuários e aplicação de um questionário semicodificado para os atletas; posteriormente foi realizada a análise estatística. 
RESULTADOS: Ao analisar a amostra, verificou-se que a maioria das lesões foi de contraturas e contusões, os locais corpóreos mais acometidos foram a coxa e o joelho e a posição em campo mais lesionada foi a de meio de campo. 
CONCLUSÃO: Ocorreram várias lesões musculares; por isso, é necessário um acompanhamento da equipe multiprofissional, já que este tipo de lesão não ocorre devido a trauma e sim pelos movimentos que os jogadores são impostos durante os jogos e treinos. 

Endereço: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1517-86922013000200008&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.