Incidência de Lesões Musculoesqueléticas nas Equipes Base de Futebol da Associação Atlética Ponte Preta

Por: Anderson Martelli, Marina Granghelli, Murilo Zonzini Voltan, Ricardo Rosalino e Sérgio Fernando Zavarize.

Saúde e Desenvolvimento Humano - v.19 - n.2 - 2013

Send to Kindle


Resumo

O futebol é um esporte de grande popularidade por todo o mundo e o mais praticado no Brasil apresentando um grande número e multiplicidade de lesões. O objetivo desta pesquisa foi a investigação das lesões musculoesqueléticas encontradas nos jogadores das equipes de base do futebol profissional da Associação Atlética Ponte Preta, município de Campinas - SP entre os meses de novembro a dezembro de 2011, fazendo uma correlação do posicionamento do atleta dentro de campo. Os dados desta pesquisa foram coletados mediante observação dos prontu- ários junto ao Departamento de Fisioterapia Desportiva da Interclínicas na Faculdade de Jaguariúna (FAJ). A pesquisa foi constituída por 25 atletas do sexo masculino, idade variando entre 13 a 18 anos, sendo as lesões musculares as mais encontradas seguidas das contusões e das entorses. Em relação à função do atleta em campo, os atacantes foram os que sofreram maior número de lesões, seguidos dos goleiros e laterais. O número médio de atendimentos de fisioterapia foi de 7,65 sessões com melhora do quadro e retorno às atividades. Espera-se que estes resultados contribuam na pesquisa das lesões decorrentes do futebol, sendo imprescindível o acompanhamento de uma equipe multiprofissional no tratamento dos praticantes deste esporte. 

Endereço: http://www.revistas.unilasalle.edu.br/index.php/saude_desenvolvimento/article/view/1164

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.