Indicadores Antropométricos em Atletas de Basquetebol Pré-púberes: Análise Por Posição de Jogo

Por: Filipe Antônio de Barros Souza.

III Congresso de Ciência do Desporto

Send to Kindle


INTRODUÇÃO: A caracterização das qualidades antropométricas de atletas prépúberes tem se mostrado um importante recurso para a detecção de talentos econseqüente êxito em carreiras dentro do desporto que visa o rendimento.

OBJETIVOS: Avaliar parâmetros da composição corporal (Massa corporal total - MC; Estatura - ES; percentual de gordura corporal - %G; peso gordo - PG; massa corporal magra - MM) em jovens atletas de basquetebol, estabelecendo correlações entre as variáveis de acordo com as posições específicas do jogo.

METODOLOGIA: Participaram desse estudo 18 atletas do sexo masculino candidatos para a seleção paraibana sub-15 de basquetebol da temporada 2009-2010, sendo cinco armadores (AR), seis laterais (LA) e sete pivôs (PV), com media de idade de 13,6 ± 0,23. Foi realizada a análise descritiva dos dados, e determinados os coeficientes de correlação de Pearson e o teste de ANOVA para estatura.

RESULTADOS: As médias (MD), margem de erro e desvio padrão (DP) total da amostra e por posições de jogo estão descritos na tabela 1. Os armadores apresentaram uma correlação significativa em todas as comparações realizadas: MC/ES (r=0,98); MC/%G (r=0,77); ES/PG (r=0,97) ES/MM (r=0,96), tais valores mostram nessa posição uma correlação significativa entre as variáveis analisadas. Os laterais apresentaram uma alta correlação em MC/%G (r=0,89) e ES/MM (r=0,94) e um fraco r nas variáveis MC/ES (r=0,31) e ES/PG (r=0,44). Na posição de pivô a correlação mostrou-se pouco significativa entre MC/%G (r=0,60), enquanto que em MC/ES, ES/PG e ES/MM (-0,16; -0,49; -0,21; respectivamente) os valores de r não apontaram significância. A media de altura dos pivôs se apresentaram estatisticamente diferentes e superiores à dos laterais e a dos armadores (P<0,05 e P<0,01 respectivamente). Todavia os armadores e laterais não exibiram suas medias de altura estatisticamente diferentes (P>0,05). No basquetebol, nessa faixa etária, atletas com elevada estatura geralmente são orientados à posição de pivô.

CONCLUSÃO: Os resultados demonstram uma tendência capaz de diferenciar as posições em atletas de basquetebol de modo que os pivôs em regral geral são os mais altos, no entanto quando comparado com outras posições frente às variáveis, as correlações se mostraram com valores que devem ser vistos com cautela, podendo estes interferir nas relações entre posições de jogo. Tabela 1 - Análise descritiva dos valores antropométricos gerais e por posição.

  • MD DP MD/AR DP/AR MD/LA DP/LA MD/PV DP/PV
  • MC 63,34±5,58 12,08 50,84±8,96 10,22 61,68±5,72 7,15 73,70±4,86 6,56
  • ES 1,78±0,05 0,10 1,70±0,09 0,11 1,76±0,04 0,05 1,86±0,04 0,06
  • %G 11,75±1,00 2,16 9,88±1,36 1,55 11,49±1,42 1,77 13,31±1,31 1,77
  • PG 7,63±1,21 2,63 5,12±1,57 1,79 7,12±1,30 1,62 9,87±1,47 1,98
  • MM 55,71±4,47 9,67 45,72±7,52 8,58 54,56±4,80 6,00 63,83±3,65 4,93

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.