Indicadores de Flexibilidade em Escolares de Ambos os Sexos com Idade de 15 a 17 Anos

Por: e André Georg Zillmann Silveira.

XII Congresso de Educação Física e Ciências do Desporto Língua Portuguesa

Send to Kindle


Resumo

flexibilidade é uma capacidade funcional motora e umdos principais componentes da aptidão física relacionada à saúde. Objetivo: Avaliar e descrever a possível influência determinada pelo sexo e pela idade, em escolares de 15 a 17 anos de idade no que se refere ao movimento do teste sentar-e-alcançar, Objetivou-se, ainda, classificar os alunos através dos resultados obtidos com os valores de referência da bateria de testes do Projeto Esporte Brasil (PROESP), considerados como representativos de uma boa saúde. Metodologia: A amostra foi composta de 60 alunos de ambos os sexos de 15, 16 e 17 anos de idade cursando o ensino médio do Colégio Adventista de Gravataí, no município de Gravataí/RS no ano de 2006. Os escolares foram investigados e analisados quanto à freqüência em três categorias conforme sugerido por Gaya (2000): abaixo, dentro e acima da Zona Saudável de Aptidão Física (ZSApF). Resultados: Na faixa dos 15 anos, 30% dos meninos ficaram abaixo, 30% dentro e 40% acima da Zona Saudável de Aptidão Física, enquanto que para as meninas o percentual observado foi de 10%, 40% e 50% nas respectivas categorias. Aos 16 anos, foram classificados 10% dos meninos dentro e 70% acima dos critérios estabelecidos. Para as meninas da mesma idade ficaram 20% abaixo, 20% dentro e 60% acima da Zona Saudável de Aptidão Física. Aos 17 anos, os meninos foram classificados com 30% abaixo, 20% dentro e 50% acima da Zona Saudável de Aptidão Física, enquanto que o percentual encontrado para as meninas nas respectivas categorias foi de 40%, 30% e 30%. O total da amostra apresentou uma ocorrência de 25% (15 escolares) com baixos níveis de flexibilidade. Aos 15 anos, as meninas apresentaram uma média de 28,9cm, aos 16 anos, 28,8cm e aos 17 anos 27,4cm, enquanto os meninos 26,2cm aos 15, 27,4cm aos 16 e 24,2cm aos 17 anos. Quando comparadas as médias, juntando os dois sexos, obteve-se 27,5cm aos 15 anos, 28,1cm aos 16 e 25,8 aos 17 anos. Conclui-se que para essa faixa etária estudada a flexibilidade teve uma queda relativa no gênero feminino com o passar da idade verificada, entre os meninos uma ligeira elevação aos 16 anos, mas uma queda considerável aos 17 anos. Conclusão: Na relação entre os gêneros, as meninas pareceram ser mais flexíveis em todas as idades estudadas. Quanto à zona saudável de aptidão física, pode-se observarumpercentual grande dos escolares acima dos critérios estabelecidos.

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.