Indicadores de Gordura Abdominal: Antropometria Vs Absortometria de Raio-x de Dupla Energia

Por: Gisela Arsa, Maria Fátima Glaner e Marina Kanthack Paccini.

Revista Brasileira de Cineantropometria & Desempenho Humano - v.10 - n.3 - 2008

Send to Kindle


Resumo

O excesso de gordura abdominal contribui no desenvolvimento de doenças crônicas não-transmissíveis. A absortometria de raio-X de dupla energia (AXDE) é uma técnica de simples aplicação, que permite a mensuração do percentual de gordura abdominal (%G abdominalAXDE). As medidas antropométricas, validadas e de baixo custo, como os perímetros abdominal 2,5cm acima da cicatriz umbilical (PAB2,5) e ao nível da cicatriz umbilical (PABum), são empregadas como indicadores de gordura abdominal. As dobras cutâneas (DC) são pouco estudadas nesse sentido. Assim, o objetivo desse estudo foi verificar quais destes indicadores antropométricos mais se correlacionam e explicam o %G abdominalAXDE. A amostra foi composta por 22 mulheres (43,9±11,6 anos; 34,7±8,3 %G totalAXDE) e 18 homens (31,9±11,6 anos; 19,0±8,0 %G totalAXDE) submetidos à mensuração dos PAB2,5, PABum, DC suprailíaca (SI), axilar medial (AM), abdominal (AB), e %G abdominal (L1-L4) por AXDE. Correlação de Pearson e a regressão linear múltipla (método enter) foram empregadas para verificar a correlação e o percentual de explicação das medidas antropométricas em relação ao %G abdominalAXDE. Correlações fortes e explicações significativas (p<0,05) foram encontradas, para mulheres e homens para o PAB2,5 (0,90; 81% e 0,89; 78%), PABum (0,90; 83% e 0,83; 69%), DC AB (0,82; 67%) e DC AM (0,81; 66% - homens) e moderadas para DC SI (0,51; 26% e 0,73; 53%) e AM (0,74; 54% - mulheres). Conclui-se que o PAB2,5, PABum e a dobra cutânea abdominal podem ser empregados como indicadores de obesidade abdominal, uma vez que apresentaram as melhores correlações e maior poder de explicação para o %G abdominalAXDE.

Endereço: https://periodicos.ufsc.br/index.php/rbcdh/article/view/1980-0037.2008v10n3p283

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.