índice de Herdabilidade na Antropometria, Lateralidade e Dermatoglifia em Gêmeos do Município de Rio de Janeiro

Por: Glauber Lameira de Oliveira.

97 páginas. 2008

Send to Kindle


Resumo

A competitividade no âmbito da atividade física de alto nível tem despertado ,interesse dos profissionais que militam a área da atividade física por pesquisas no ,campo da genética esportiva que possam contribuir para uma criteriosa orientação ,esportiva e aprimoramento no treinamento esportivo, com vistas ao máximo ,rendimento esportivo. O objetivo geral deste estudo é verificar o índice de ,herdabilidade nas variáveis antropométricas, lateralidade e dermatoglifia em ,gêmeos do município de Rio de Janeiro. Participaram da amostra 32 pares de gêmeos de ambos os sexos, sendo ,23 pares monozigóticos (9 pares do sexo masculino e 14 pares do sexo feminino) ,e 9 pares dizigóticos (5 pares do sexo masculino e 4 pares do sexo ,feminino),compreendendo uma faixa etária de 7 a 55 anos de idade. Todos os ,gêmeos participantes eram residentes de área urbana pertencentes à capital do ,Estado do Rio de Janeiro, sendo estes, praticantes ou não praticantes de ,atividade física. A zigosidade e lateralidade foram obtidas por meio de uma ,anamnese de auto-relato. Para as medidas antropométricas de massa corporal ,total e estatura, adotou-se as padronizações internacionais da ISAK (2000).As ,impressões digitais foram colhidas segundo o Protocolo de Cummins e Midlo ,(1961). Para análise estatística optou-se pelo Protocolo estatístico Cluster ,analises e Programa Estatístico Statistical Package for Social Sciences (SPSS) for ,Windows versão 13.0. O estudo demonstrou que as variáveis determinadas ,essencialmente pela influência ambiental são: massa corporal total (h2= 55,5%), índice de massa corporal (h2= 0) e lateralidade / preferência lateral (H= 0)diferente da estatura, determinada pela herança genética do indivíduo (h2= ,76,1%). Quando feita análise por grupos etários, os mais velhos apresentaram-se ,mais vulneráveis às influências do meio para maior parte das variáveis ,antropométricas. Entre as variáveis dermatoglíficas, o SQTL apresentou-se como ,melhor marcador genético, com mais elevado índice de herdabilidade, seguido ,das demais variáveis em ordem crescente de influência genotípica: SQTL- H ,=95,8%> D10- H = 83,9%> W- H = 27,3%> L- H- 22,1%> A- H= 3,0%. O ,conhecimento prévio das variáveis determinadas predominantemente por herança ,genética e daquelas determinadas pela influência do meio, portanto treináveis, são ,fundamentais, pois auxilia do processo de orientação esportiva, bem como no ,treinamento, possibilitando o êxito esportivo.

Endereço: http://www.nuteses.temp.ufu.br/tde_busca/processaPesquisa.php?pesqExecutada=2&id=2486&listaDetalhes%5B%5D=2486&processar=Processar

Comentários


:-)





© 1996-2021 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.