Influência de Atividades Aquáticas no Desenvolvimento Motor de Bebês

Por: Helena Alves de Azevedo, Keila Ruttnig Guidony Pereira, Nadia Cristina Valentini e Raquel Saccani.

Revista da Educação Física - UEM - v.22 - n.2 - 2011

Send to Kindle


Resumo

O objetivo deste estudo foi comparar o desenvolvimento motor de bebês, participantes e não participantes de programas de atividades aquáticas; e, investigar o impacto do tempo de participação e da idade no desenvolvimento motor. Participaram do estudo 80 bebês (idades entre 1 e 18 meses) distribuídos em dois grupos: participantes de programas de atividades aquáticas (GA) e grupo controle (GC) com participantes provenientes de escolas infantis; pareados de acordo com idade e renda familiar. Para avaliação do desenvolvimento motor foi utilizada a Alberta Infant Motor Scale. Os resultados evidenciam: melhor desempenho do GA; semelhança de desempenho entre os gêneros; crianças mais velhas com escores brutos superiores aos das mais jovens; associação moderada entre o desenvolvimento motor e o tempo de prática no programa aquático. O programa aquático bem como o tempo de prática no mesmo influenciou positivamente e de forma semelhante entre os gêneros o desenvolvimento motor dos participantes.

Endereço: http://periodicos.uem.br/ojs/index.php/RevEducFis/article/view/9644/7639

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.