Influência Brincantes: Um Estudo Sobre a Cultura Lúdica Infantil e o Desenho Animado

Por: Raquel Firmino Magalhães Barbosa.

2011 07/12/2012

Send to Kindle


Resumo

Este estudo faz parte da construção da dissertação de mestrado em educação, vinculada ao Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal de Mato Grosso – PPGE/UFMT, que tem como objetivo cardeal conhecer o imaginário infantil sob as influências da mídia televisiva na cultura lúdica contemporânea. E com a realização da pesquisa, de modo específico, se pretende identificar como crianças da Educação Infantil se relacionam com a cultura contemporânea, enumerar as brincadeiras realizadas pelos alunos nos espaços brincantes e escolares e registrar a influência e o significado dos desenhos animados no imaginário infantil. Para isso, o estudo foi baseado em uma pesquisa de natureza qualitativa, do tipo etnográfico, com cunho interpretativo, com vinte e dois alunos, englobando onze meninos e onze meninas de cinco anos de idade, do último nível da Educação Infantil, de uma escola da rede municipal de ensino público, localizada na cidade de Cuiabá/MT. Para isso, a pesquisa contou com entrevistas semi-estruturadas, observações sistemática e assistemática de falas e comportamentos na escola, narrativas de episódios e registros fotográficos como instrumentos de coletas de dados, durante o segundo semestre de 2011. As análises dos dados estão estruturadas em categorias de codificação, que envolve a divisão dos dados por categorias, de acordo com a aproximação das respostas apresentadas pelos sujeitos pesquisados, a junção com a visão do pesquisador e a essência do referencial teórico, formando assim, a triangulação dos dados. A partir das discussões e reflexões realizadas durante as análises, percebeu-se que a cultura lúdica contemporânea é possuidora de brincadeiras que transitam entre o imaginário e as ações brincantes, funcionando como um reflexo do que imaginam traduzidos em seus movimentos em todos os tipos de brincadeiras citadas. E conhecer o repertório brincante das crianças revelou a grande influência dos desenhos animados como produtos que possuem referências em comum do que consomem em seu cotidiano, porém, ao contrário do que se pensam, assistem e brincam de forma ativa. Apresentam uma interligação entre brincadeiras tradicionais, simbólicas e contemporâneas, estruturando e combinando suas facetas, dando origem a brincadeiras associadas, contextualizadas e atualizadas. Para os sujeitos da pesquisa, o local para a efetivação da brincadeira de preferência é o ambiente escolar e o domiciliar, entretanto, estão sempre acompanhados da influência brincante dos desenhos animados, refletidos em suas brincadeiras. E esse brincar acrescido dos desenhos soa como algo secreto, que parece nunca ter sido dito para um adulto, descortinando suas experiências brincantes e o poder da imaginação, especialmente quando retratam os momentos imaginativos, seus desejos ocultos de fusão e idealização dos personagens, fortalecendo o ambiente e o significado do desenho animado para a cultura lúdica infantil. Mediante a essas verificações, tornou-se possível oferecer uma possibilidade de conhecermos as experiências brincantes da infância e a emersão nas diferentes sensações das crianças em seus momentos lúdicos, dos quais o desenho animado está presente nas brincadeiras, no imaginário, fornecendo imagens e elementos lúdicos dos mais variados, traduzindo possibilidades proteiformes de brincadeiras e contribuindo para a cultura lúdica atual. Portanto, pesquisar sobre uma visão mais ampla a respeito do imaginário infantil nos dias de hoje, nos possibilita interagir com o que as crianças vêem e brincam, e assim, identificar o repertório de brincadeiras infantis contemporâneas em diferentes espaços brincantes e o uso dos seus diferentes avatares. Ou seja, sugere-se que consigamos enxergar um saber brincante por meio do espelho do imaginário e pelos estados físicos da brincadeira.
 

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.