Influência do Calor Sobre o Limiar de Lactato

Por: Cristiano Lino Monteiro de Barros, Diogo Antônio Soares Pacheco, , Leonardo Gomes Martins Coelho e Thiago Teixeira Mendes.

XIV Congresso de Educação Física e Ciências do Desporto dos Países de Língua Portuguesa

Send to Kindle


Resumo

Objetivo:
O objetivo do presente estudo foi comparar o limiar de lactato (LL) determinado em ambientes quente (40ºC) e temperado (22ºC).

Métodos e resultados:
Nove homens (23,9±2,4 anos; 75,9±7,3 kg e 47,8±4,9 mL•kg-1•min-1) realizaram um teste progressivo em cicloergômetro para determinação da potência máxima (Wmáx) e do LL em ambiente quente (LL-40) e temperado (LL-22). A Wmáx foi significativamente menor no ambiente quente (195 ± 25W) do que no temperado (225 ± 28W). A potência do LL-40 foi menor quando comparada ao LL-22 (153 ± 30W vs 165 ± 32W, respectivamente; p<0,05). A frequência cardíaca no LL-40 foi maior do que no LL-22 (171 ± 8 bpm vs 153 ± 10 bpm, respectivamente; p<0,05).

Conclusão:
Os resultados do presente estudo sugerem que as condições ambientais podem influenciar a determinação do LL.

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.