Influência do Ciclo Estral Sobre a Sensibilidade da Resposta Cronotrópica à Norepinefrina em Ratas Submetidas a Estresse Agudo

Por: Ana Paula Tanno, Fábio José Bianchi e Fernanda Klein Marcondes.

Revista Brasileira de Ciências Farmacêuticas - v.38 - n.1 - 2002

Send to Kindle


Resumo

O estresse pode alterar a sensibilidade da resposta cronotrópica às catecolaminas em vários tecidos. O objetivo deste estudo foi avaliar a sensibilidade à norepinefrina (NE) em átrios direitos de ratas submetidas ao estresse agudo por natação nas fases de estro e proestro. Ratas Wistar em estro ou proestro foram submetidas a uma sessão de 50 min de natação, após a qual foram anestesiadas e sacrifícadas. Os átrios direitos destes animais e de ratas controle foram isolados para obtenção de curvas concentração-efeito à NE antes e após o bloqueio dos sistemas de metabolização das catecolaminas (fenoxibenzamina + estradiol). Os dados foram analisados por ANOVA ou teste t de Student. Não houve diferenças de sensibilidade à NE entre as fases de estro e proestro nos tecidos isolados de animais controle (p>0,05). No proestro, a natação induziu supersensibilidade à NE (p<0,05) sem alteração na fase de estro. No proestro, o desvio observado após o bloqueio dos sistemas de metabolização foi menor no tecido de animais estressados em relação ao tecido isolado de ratas controle (1,7 x 2,4; p<0,05). A supersensibilidade à NE induzida por uma sessão de natação aplicada no proestro pode ser parcialmente explicada por uma inibição nos processos de metabolização das catecolaminas.

Palavras-chave: Estresse • Natação • Norepinefrina • Ratas • Supersensibilidade • Estro • Proestro

Endereço: http://www.scielo.br/pdf/rbcf/v38n1/v38n1a06

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.