Influência da Dança Expressiva Sobre o Equilíbrio Corporal em Portadores com Síndrome de Down

Por: e Mariana Imbrunito Flores.

Conexões - v.8 - n.3 - 2010

Send to Kindle


Resumo

O objetivo deste foi estudar a influência da Dança Expressiva sobre o equilíbrio corporal estático e dinâmico em portadores com Síndrome de Down, de ambos os sexos, faixa etária entre 14 a 19 anos de idade, pertencentes à Fundação Síndrome de Down. Para tanto, foi utilizado um protocolo de Dança Expressiva desenvolvido especialmente para o estudo. Para a análise do equilíbrio corporal foi utilizada a baropodometria. A proposta da Dança Expressiva para os portadores da Síndrome de Down foi além da conscientização corporal e como movimentá-las criativamente. Os resultados comprovaram que a dança tem uma grande influência física e intelectual nos portadores da Síndrome de Down, capaz de melhorar a coordenação, lateralidade, a conscientização corporal, espacial e desenvolver a expressividade, criando uma linguagem individual de movimentar-se e comunicar-se. Diversos fatores externos e internos têm influência sobre o equilíbrio corporal, a dança melhorou a distribuição das cargas plantares, mostrando os pontos de pressões mais definidos e melhores posicionados.

Endereço: http://fefnet178.fef.unicamp.br/ojs/index.php/fef/article/view/572

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.