Influência de Um Programa de Iniciação Esportiva em Crianças com Deficiência Física

Por: Flávio Anderson Pedrosa de Melo.

211 páginas. 2014 00/00/0000

Send to Kindle


Resumo

Ao refletir sobre a necessidade de desenvolvimento das habilidades motoras para qualquer indivíduo, e tendo em vista que a maioria das crianças com deficiência física encontra-se parcialmente ou totalmente privada da exploração do seu corpo e de vivências motoras diversificadas, surgiu o ideal de sistematização de um programa de iniciação esportiva, utilizando-se de jogos e brincadeiras, com a finalidade de desenvolver as habilidades motoras fundamentais (estabilizadoras, locomotoras e manipulativas) voltadas a iniciação esportiva. Portanto, esse estudo teve como objetivo verificar a influência de um programa de iniciação esportiva no desenvolvimento das habilidades motoras fundamentais de crianças com deficiência física. Especificamente, busca-se elaborar, aplicar e descrever um programa de iniciação esportiva voltado para crianças com deficiência física; estabelecer critérios/ parâmetros de avaliação de habilidades motoras fundamentais de crianças com deficiências físicas contextualizadas em um programa de iniciação esportiva; verificar em quais áreas das habilidades motoras fundamentais de crianças com deficiência física o programa exerceu maior ou menor influência, antes e após a intervenção proposta. Trata-se de um estudo de enfoque quali-quantitativo, caracterizado como pesquisa de campo, do tipo quantitativodescritivo voltado ao “estudo de avaliação de programa”. A amostra do estudo foi constituída por três crianças com deficiência física, de ambos os gêneros (2 M e 1 F) e faixa etária entre 6 e 10 anos de idade. Os instrumentos de coleta de dados utilizados foram a observação sistemática (ficha de registro) e o Protocolo Avaliativo de Iniciação Esportiva (PAIE), elaborado pelo pesquisador como meio de avaliar o programa e a evolução dos participantes. A pesquisa foi dividida em quatro etapas: 1) Realização da anamnese; 2) Aplicação da avaliação inicial; 3) Desenvolvimento do programa de iniciação esportiva para crianças com deficiência física, o qual teve duração de oito semanas, três sessões/aulas por semana, perfazendo um total de 24 sessões num período de dois meses de intervenção. Cada uma das sessões foi planejada com uma duração média de 50 minutos; 4) Aplicação da avaliação final. Como forma de análise dos dados obtidos por meio do protocolo, foi utilizada a análise estatística descritiva; o diário de campo foi interpretado à luz da análise de conteúdo. O instrumento sugerido e empregado como parâmetro de avaliação pré e pós intervenção (PAIE) foi sensível às características das crianças com deficiência física participantes do estudo, sendo capaz de avaliar as variáveis envolvidas no programa. A análise dos resultados demonstrou que os participantes envolvidos no estudo (n=3) obtiveram melhoras em cada uma das três habilidades motoras fundamentais. Foi possível concluir que, de maneira geral, o programa de iniciação esportiva voltado a crianças com deficiência física foi eficaz para o desenvolvimento dessas habilidades. 

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.