Influência da Estatura do Judoca na Aplicação da Técnica Seoi Nage

Por: Jairo Santarém Teixeira, , Sebastião Iberes Lopes Melo e Tatiane Piucco.

Revista Brasileira de Cineantropometria & Desempenho Humano - v.15 - n.5 - 2013

Send to Kindle


Resumo

As técnicas do judô usam o pressuposto da máxima eficiência com o mínimo dispêndio de energia, ou seja, buscam usar a força do oponente contra ele mesmo, causando um desequilíbrio que, associado a uma técnica de arremesso, facilita a aplicação da mesma. Este estudo objetivou avaliar a eficiência mecânica da técnica seoi nage aplicada em oponentes (uke) de diferentes estaturas em relação ao executante (tori). Foram comparados a variação angular do joelho e do tronco do tori, o tempo total de projeção, o tempo de cada fase de aplicação da técnica e o comportamento e a variação vertical da trajetória do centro de massa (ΔCM) do tori. Foi realizada a análise cinemática de 10 projeções da técnica seoi nage com uke de estaturas menor, equivalente e maior que a do tori. As imagens foram adquiridas a 180 Hz, utilizando-se o Sistema Peak Motus. Para o tratamento dos dados, utilizaram-se estatística descritiva e ANOVA com post-hoc de Tukey (p < 0,05). Houve maior eficiência mecânica do tori ao projetar o uke de estatura maior e equivalente a sua; o tempo total de projeção foi menor para o uke mais alto; o ΔCM do tori foi maior para projetar uke de menor estatura. Conclui-se que a técnica seoi nage é mais eficiente quando aplicada contra oponentes com estaturas equivalentes ou maiores que a do tori.


 

Endereço: https://periodicos.ufsc.br/index.php/rbcdh/article/view/1980-0037.2013v15n5p578

Tags:

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.