Influência do Lance-livre no Resultado Final dos Jogos do Campeonato Nacional de Basquete Adulto Masculino 2004/2005

Por: Marco Antonio Muniz Lippert e Mauro Santos Teixeira.

Revista de Educação Física - Centro de Capacitação Física do Exército - n.137 - 2007

Send to Kindle


Resumo

O presente estudo visa verificar a influência do lance-livre no resultado final dos jogos do Campeonato Nacional de Basquete Adulto Masculino 2004/2005. Estatísticas disponibilizadas pela Confederação Brasileira de Basquetebol e a análise de jogos transmitidos pela televisão fizeram parte da coleta de dados, permitindo verificar a quantidade de lances-livres tentados, convertidos e não convertidos, em todos os 271 jogos desta competição. Utilizou-se o teste “qui-quadrado” para verificar a proporção entre os arremessos convertidos e não convertidos, tanto pelas equipes vencedoras, como pelas perdedoras, considerando todos os jogos do campeonato. Em seguida, o teste “Mann-Whitney” para análise comparativa dos resultados entre os arremessos convertidos das equipes vencedoras com os arremessos das derrotadas, assim como, dos arremessos não convertidos das equipes vencedoras e perdedoras.O nível de significância foi mantido em 5%.Parece haver diferença significativa entre a quantidade de arremessos convertidos pelas equipes vencedoras e perdedoras (p < 0,05), ou seja, pode indicar que as equipes que conseguem converter mais arremessos de lances-livres, durante uma partida, são as equipes que vencem. Os resultados mostram, aproximadamente, que as equipes converteram 73% de lances-livres durante os jogos do campeonato. Porém, desse resultado, as equipes vencedoras participam com 40%, aproximadamente, e as derrotadas, com 33%. Não há diferença significativa (p > 0,05) quando se analisa a quantidade de arremessos livres não convertidos, ou seja, os dados parecem demonstrar que tanto as equipes vencedoras, quanto as perdedoras, erram a mesma quantidade de lances-livres. Dessa forma, parece haver uma relação positiva de que as equipes que convertem mais lances-livres, normalmente, são as equipes vencedoras. Porém, não se pode afirmar que as equipes que perdem mais lances-livres são as perdedoras, pois foi verificado que as vencedoras perdem tanto quanto as derrotadas. Na verdade, em termos de proporção de acertos, pode-se concluir que as quantidades de arremessos convertidos influenciaram no resultado final das partidas do campeonato. Sabendo-se disso, técnicos, assistentes técnicos e demais integrantes da comissão técnica poderão prever mais tempo para o treinamento do lance-livre. Da mesma forma, os atletas saberão da importância devida e darão maior relevância ao treinamento do arremesso livre. Palavras-chave: Basquete, Lance-livre, Arremesso.

Endereço: http://www.revistadeeducacaofisica.com.br/artigos/2007.2/137_artigo1_sys.pdf

Tags:

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.