Influência do Treinamento Aeróbio com Intensidade e Volume Reduzidos na Autonomia e Aptidão Físico-funcional de Mulheres Idosas

Por: Marcus Mattos e Paulo de Tarso Veras Farinati.

Revista Portuguesa de Ciências do Desporto - v.7 - n.1 - 2007

Send to Kindle


Resumo

O treinamento aeróbio é importante para a manutenção da autonomia funcional em idosos. O estudo teve por objectivo analisar o impacto de um programa de treinamento aeróbio de volume e intensidade reduzidos sobre a autonomia de idosas. Foram observadas 16 mulheres (grupo controle e experimental) com idades entre 68 e 82 anos. As voluntárias realizaram uma avaliação da capacidade cardiorespiratória através de modelo sem exercício (Veteran Specific Activity Questionnaire - VSAQ), um teste submáximo em ciclo-ergómetro (com análise da inclinação e intercepto da curva de regressão entre frequência cardíaca e potência desenvolvida – FC/W) e percepção do esforço (PSE) durante o treinamento (Borg CR10). Também foi avaliada a autonomia funcional, por meio do Sistema Sénior de Avaliação da Autonomia de Ação (SysSen), envolvendo um questionário de actividades físicas e teste de campo. O treinamento em ciclo-ergómetro consistiu de sessões iniciais de 10 min, com incrementos no tempo total até um máximo de 30 min, sempre que a PSE diminuía de 4 para 3, por um período de 8 a 10 semanas. Os resultados para FC/W e PSE sugeriram melhorias cardiorespiratórias para o grupo experimental, mas não para o controle (p<0,05). O grupo experimental também teve incrementos significativos no escore final do SysSen, sugerindo influência do treinamento na autonomia funcional (p<0,05). Não houve alterações estatisticamente significativas para o VSAQ. Conclui-se que programas de treinamento aeróbio, mesmo com volume e intensidade reduzidos, podem promover melhora na capacidade de trabalho submáximo e autonomia funcional de idosos, o que nem sempre consegue ser identificado por modelos sem exercício de predição do VO2máx.

Comentários


:-)





© 1996-2017 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.