Influência de Um Programa de Intervenção Motora no Desenvolvimento Motor e Autoconceito de Escolares com Transtorno do Desenvolvimento da Coordenação Motora

Por: Carla Simon Bernardi.

2010

Send to Kindle


Resumo

Este estudo teve o objetivo verificar a influência de um programa de intervenção motora no desenvolvimento motor e no autoconceito de escolares com Transtorno do Desenvolvimento da Coordenação (TDC). O estudo foi constituído por um grupo de 7 escolares com indicativo de TDC denominado GT, e outro grupo composto por 5 escolares com risco para TDC denominado GR; totalizando 12 participantes com idade média de 10 anos (± 6 meses). A Bateria para Avaliação do Movimento de Crianças 2 (HENDERSON; SUGDEN e BARNETT, 2007) foi utilizada para caracterizar e avaliar o desenvolvimento motor das crianças com risco e indicativo de TDC. Para verificar o autoconceito foi utilizada a Escala de Auto-percepção para Crianças (HARTER, 1982). A análise estatística dos dados foi realizada com utilização do Programa SPSS 11.0 for windows. Para descrever o desenvolvimento motor e o autoconceito dos participantes foi utilizada a estatística descritiva, incluindo medidas de tendência central e variabilidade; e para analisar a influência do programa interventivo foi utilizado o teste Wilcoxon. Para verificar o desenvolvimento motor dos escolares foram utilizados os próprios escores fornecidos pelo teste. Em todas as análises estatísticas foi adotado o nível de significância de 5%, sendo o nível alfa definido como 0,05. Com o término da análise dos resultados foi possível perceber que o programa de intervenção motora implementado demonstrou influenciar positivamente o desempenho das habilidades motoras de Equilíbrio estático e dinâmico (p=0.007), e as habilidades de Lançar e Receber (p=0.013) dos escolares com indicativo e risco para TDC evidenciando melhora no desenvolvimento motor. A análise dos dados não demonstrou efetividade do programa nas habilidades de Destreza Manual (p=0.721). No Autoconceito Total dos participantes também foi achado diferença significativa do pré-teste para o pós-teste (p=0.007). Desta forma, conclui-se que a implementação de um programa de intervenção motora que responda as necessidades motoras de crianças com TDC ou risco de apresentar TDC pode influenciar positivamente na melhora do desenvolvimento motor e contribuir para uma melhor adequação do autoconceito destes escolares.

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.