Influênciada Atividade Física na Resistência Aeróbica e na Agilidade de Idosos Ativos e Asilados

Por: Andréa Krüger Gonçalves.

IX Congresso de Educação Física e Ciências do Desporto dos Países de Língua Portuguesa

Send to Kindle


Resumo

0 aumento da população idosa tem estimulado o desenvolvimento de estudos que auxiliem na compreensão do envelhecimento humano para propiciar uma vida satisfatória em termos de funcionalidade. Na fase da terceira idade tem-sea expectativa de uma diminuição da mobilidade, acarretando problemas na realização de atividades diárias. Uma das principais causas para este fato é a inatividade, porém várias pesquisas têm demonstrado uma diferença significativa entre idosos ativos e idosos sedentários, evidenciando que os primeiros tem mudanças associadas à idade num nível que possibilita a independência funcional. Apartir dos 40anos de idade a potência declina entre 30 a 40% por década e o equilíbrio 10 a 20% por década, porém estudos mostram que pessoas idosas ativas têm capacidade de exercício semelhante a das pessoas jovens ativas com os processos fisiológicos mantendo-se com a atividade: melhoria da eficiência cardíaca, eficiência pulmonar, níveis de cálcio ósseo.

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.