Inserção e Permanência de Mulheres Como Treinadoras Esportivas no Brasil

Por: , José Geraldo do Carmo Salles e Ludmila Nunes Mourão.

Revista da Educação Física - UEM - v.26 - n.1 - 2015

Send to Kindle


Resumo

Diante da baixa representatividade de mulheres como treinadoras esportivas no Brasil, este estudo buscou identificar as vias de acesso e estratégias utilizadas por treinadoras brasileiras para a sua inserção, ascensão e permanência no cargo. A amostra foi composta por treze técnicas de oito modalidades esportivas. A coleta de dados foi realizada por meio de entrevista semiestruturada. Os resultados indicaram que as principais formas de acesso à profissão foram a condução e o convite. Verificou-se que as mulheres atribuem sua permanência no cargo principalmente à credibilidade adquirida com as conquistas em competições. Conclui-se que, por se tratar de uma profissão de domínio masculino, a grande barreira para as mulheres é a falta de oportunidades de inserção.

Endereço: http://periodicos.uem.br/ojs/index.php/RevEducFis/article/view/22755

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.