Instalações Esportivas Como Legado Pós-copa 2014 e Projetos Para os Jogos Olímpicos Rio 2016

Por: .

O Futuro dos Megaeventos Esportivos. Inovações Pós Copa 2014 e Jogos Olímpicos e Paralímpicos 2016.

Send to Kindle


Resumo

O presente estudo apoia-se inicialmente na proposta da Agenda Olímpica 2020 - corrente desde o final de 2014 por iniciativa do Comitê Olímpico Internacional (COI, 2014) - que elegeu a sustentabilidade como conceito básico para o desenvolvimento futuro dos Jogos Olímpicos e seus diversos relacionamentos com os esportes em geral. Neste caso e na ótica da gestão, o termo “sustentável” não tem relação somente com as questões sociais e ambientais como comumente se associam. Efetivamente há outra relação com a sustentabilidade econômica, ou seja, um projeto esportivo - olímpico ou congênere - deve ter uma solidez equilibrada de receitas crescentes e despesas controladas para que se mantenha e sobreviva ao longo do tempo, somado à sua atratividade e inovação constante. Portanto, o tão decantado problema do legado nos megaeventos é no fundo um problema de harmonização das suas dimensões sociais, econômicas e ambientais.

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.