Instrução Verbal: Solicitar Foco de Atenção Não Garante Sua Adoção e Melhor Desempenho

Por: Andrea Michele Freudenheim, , , Meico Fugita e .

Motriz - v.18 - n.3 - 2012

Send to Kindle


Resumo

Os objetivos deste estudo foram verificar: a) o efeito da instrução com e sem redundância na  adoção do foco de atenção externo; b) o efeito do foco de atenção externo no desempenho no nado crawl; e c) o efeito da redundância do enunciado da instrução na adoção do foco e no desempenho. Participaram  do estudo 43 universitários de ambos os gêneros com idade entre 17 e 46 anos. A tarefa, nadar 25 m nado  crawl em velocidade máxima, foi executada uma vez em cada uma de três condições relativas à  instrução: sem foco (SF), com foco (CF) e com foco e redundância (CFR), em ordem contrabalanceada. Como registro de adoção de foco, após a execução o sujeito foi questionado sobre a efetiva adoção do  foco de atenção solicitado. Como medida do desempenho, computou-se o índice de braçadas. Os resultados mostraram que nas condições CF e CFR, respectivamente, 23% e 42% dos sujeitos não  adotaram o foco solicitado; que nas condições CF e CFR a frequência dos sujeitos que adotaram o foco solicitado é superior à dos que não o adotaram, e, na condição CF, em relação à CFR houve uma  frequência superior de sujeitos que adotaram o foco solicitado. O desempenho não diferiu significativamente entre as três condições (p>0,05). Concluiu-se que: a) não basta solicitar que seja  adotado um foco de atenção para que este seja de fato adotado; b) não houve efeitos do foco de atenção externo no desempenho; e c) a adoção de uma instrução sem redundância é maior, mas sem reflexos  sobre o desempenho. 

Endereço: http://www.periodicos.rc.biblioteca.unesp.br/index.php/motriz/article/view/4191

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.