Instrumento de Auto-avaliacão das Regiões Musculares (iaarm)

Por: Nelson T. Carvalho e Waldyr L. de Castro.

I Congresso internacional de Educação Física de Países de Língua Portuguesa

Send to Kindle


Resumo

Os alunos que procuram a musculação na Universidade Federal Fluminense o fazem principalmente por três motivos: a) querem aumentar o volume de suas musculaturas; b) tornar seus músculos mais consistentes; c) alterar a forma de seus músculos. O objetivo expresso no item "a" pode ser facilmente mensurado com o uso da fita métrica. Entretanto, os itens b e c são subjetivos e temos o problema de como avaliá-los. Pensamos então, em criar instrumentos que tornassem possível essas avaliações e com esse objetivo elaboraríamos o instrumento de AUTO AVALIAÇÃO das regiões musculares (IAARM) para medir forma (IAARM/F) e para medir consistência (IAARM/C). Inicialmente restringimos o estudo à criação desses dois instrumentos. Posteriormente entendemos que dois outros instrumentos deveriam ser criados: o IAARMA/ que seria utilizado para medir o volume muscular das diversas regiões musculares e o IAARM/SR que não oferece nenhuma referência, apenas pergunta como as pessoas avaliam as regiões do seu corpo. A decisão de criar esses dois últimos instrumentos decorreu da ideia de que eles nos dariam mais informações sobre o tema e nos ajudariam a entender melhor as variáveis em questão. A metodologia proposta é dividir o corpo humano em várias regiões que consideramos possíveis de serem identificadas pelos alunos. Essa divisão do corpo humano será estampada em dois mapas anatómicos, um visto de frente e outro de costas. Numa outra parte do instrumento constará o nome das diversas regiões musculares seguidas de escalas nas quais os alunos avaliarão como percebem suas regiões musculares em função do modelo ideal que tenham em mente. Aos que se auto avaliarem poderá ser pedido que o façam em função do volume, consistência, forma ou simplesmente que se avalie sem que nenhum padrão de referência lhe seja dado. Nesse último caso os sujeitos provavelmente se avaliem considerando o volume, a forma e a consistência. O auto conceito é um fator que certamente influenciará as avaliações sobretudo no caso do instrumento que não dá padrão de referência. Farão parte da amostra os alunos de musculação, ginástica e dança da Universidade Federal Fluminense. Para verificarmos a fidedignidade dos testes utilizaremos a Correlação de Pearson.

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.