Intensidade das Aulas de Educação Física em Escola Pública e Privada Através de Medida Objetiva

Por: Alfredo Bruno Elias Mendes, Bruno Pereira de Moura, Henrique Castanheira Freitas, e Sabrina Fontes Domingues.

Revista Brasileira de Ciência & Movimento - v.19 - n.2 - 2011

Send to Kindle


Resumo

Introdução: A Educação Física (EF) Escolar é uma das principais oportunidades de acesso à prática de atividade física (AF) orientada para adolescentes. Objetivos: Quantificar e comparar as intensidades das AF praticadas na EF em escola pública (EPU) e privada (EPR), além de identificar a contribuição relativa dessas aulas para o alcance das recomendações diárias de AF (RAF). Metodologia: A amostra foi composta por 29 alunos de EPU (16,1 ± 0,67 anos) e 27 alunos de EPR (15,96 ± 0,71 anos). As intensidades de duas aulas de EF em cada escola foram verificadas através do registro da freqüência cardíaca e classificadas segundo Armstrong (1998). Utilizou-se o teste de Kolmogorov–Smirnov para testar a normalidade e Mann-Whitney entre os grupos (p ? 0,05). Resultados: Foram verificadas diferenças significativas (p

Endereço: http://portalrevistas.ucb.br/index.php/RBCM/article/view/1625

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.