Interferência de Características Antropométricas e de Aptidão Física na Identificação de Talentos no Futsal

Por: Alessandro H. Nicolai Ré, Claudia Perrella Teixeira, Marcelo Massa e .

Revista Brasileira de Ciência & Movimento - v.11 - n.4 - 2003

Send to Kindle


Resumo

Este estudo teve por objetivos (a) comparar o crescimento físico, a composição corporal e a aptidão física entre diferentes níveis competitivos (federado x não-federado) nas respectivas categorias e (b) verificar a equivalência entre a classificação dos atletas nestas variáveis, calculada por meio do Coeficiente de Classificação por Médias (CCM) proposto por Massa et al.13 e um ranking subjetivo (RS) elaborado pelos técnicos das equipes. A amostra consistiu em 96 atletas praticantes de futsal do sexo masculino, divididos em quatro categorias: pré-mirim (9-10 anos de idade); mirim (11-12); infantil (13-14); infanto (15-16). Cada categoria foi representada por uma equipe federada e uma equipe não-federada, todas com doze atletas; não foram incluídos os goleiros. As comparações entre as equipes de diferentes níveis competitivos de cada categoria foram realizadas por meio do Teste t para medidas independentes. As maiores diferenças foram encontradas nas categorias pré-mirim e infantil. Nos testes de aptidão física, as equipes federadas apresentaram melhores resultados em todas as faixas etárias, exceto na categoria infanto. O percentual de equivalência entre o CCM e o RS foi de 56%, indicando que as medidas consideradas no presente estudo têm uma interferência média (por volta de 50%) na identificação dos melhores jogadores. PALAVRAS-CHAVE: antropometria, aptidão física, futsal, jovens, talento.

Endereço: http://www.ucb.br/mestradoef/rbcm/downloads/11/11%20-%204/ar_11_4_8.pdf

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.