Interferência do Alongamento Passivo no Teste de Uma Repetição Máxima em Indivíduos Treinados

Por: Cassiano Merussi Neiva, César Augusto Costa Rodrigues, Gerusa Dias Siqueira Vilela Terra, Giuliano Roberto da Silva, Leonardo Lisboa Ribeiro Costa, Luciana Moreira Sirigatti, Marcelo Rodrigo Tavares, Phillipe Vidal da Silva e Yvan Fernandes Vilas Boas.

Corpoconsciência - v.18 - n.1 - 2014

Send to Kindle


Resumo

O objetivo do estudo foi verificar a interferência do alongamento passivo no Teste de uma Repetição Máxima (1 RM) no exercício supino reto. Foram selecionados 06 indivíduos do sexo masculino, na faixa etária de 20 a 28 anos, experientes em musculação a pelo menos seis meses e que não apresentavam histórico de lesão neuromuscular neste mesmo período. Todos os indivíduos foram avaliados em estatura e peso. O período de experimento foi de quatro semanas, sendo as três primeiras semanas usadas para um processo de familiarização com o teste de 1 RM, onde cada indivíduo realizou três testes para adaptação. Na quarta semana, foi realizado o teste para coleta de dados, o primeiro teste de 1 RM foi antecedido por uma sessão de aquecimento de dez repetições com cinquenta por cento da primeira carga estipulada para a execução do teste, e após dois minutos o teste teve início, sendo realizado em no máximo quatro tentativas com quatro minutos de intervalo entre elas, e quando o indivíduo conseguiu realizar somente uma repetição completa, esta foi considerada como carga máxima. O segundo teste foi realizado com um intervalo de 48 horas do primeiro teste, constando de um aquecimento idêntico ao do primeiro teste de 1 RM, e após dois minutos, foi realizado o alongamento passivo para o músculo peitoral com duração de trinta segundos, e dois minutos depois, o teste de 1 RM foi iniciado, ocorrendo da mesma forma do primeiro teste. Conclusão: A carga média do Teste de 1 RM foi de 88Kg, já a do Teste de Alongamento Passivo em conjunto com o Teste de 1 RM foi de 85,33 Kg. Estes resultados foram tratados estatisticamente pelo teste t pareado com p ≤ 0,05, encontrando-se o valor p = 0,025. Verificou-se que o alongamento passivo interferiu negativamente no teste de 1 RM.

Endereço: http://periodicoscientificos.ufmt.br/ojs/index.php/corpoconsciencia/article/view/3569

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.